Posts Tagged ‘zé kéti’

Célia Maria e Grand Trio: talento de sobra

14 abril 2010

Cantora maranhense, de volta ao estado natal, será recebida pelo Grand Trio, mais nova formação instrumental do cenário maranhense.

Célia Maria de volta ao palco do Clube do Choro Recebe

Maranhense de reconhecido talento, embora infelizmente ainda pouco conhecida do grande público em sua terra natal, Célia Maria (foto) é a convidada da 113ª. edição do Clube do Choro Recebe, que acontece neste sábado, 17, a partir das 19h30min, na Associação do Pessoal da Caixa (APCEF). Ela será acompanhada pelo Grand Trio, nova formação instrumental surgida na capital maranhense.

Com apenas um disco gravado, em Célia Maria sobra talento. Vencedora de diversos concursos – recentemente o Talentos da Maturidade, promovido por um banco brasileiro, e, à época de Célia Maria, o disco homônimo, de 2001, o Prêmio Universidade FM – a diva negra tem encantado plateias por onde passa: já morou várias vezes no Rio de Janeiro – de onde retornou recentemente, para novamente fixar residência em São Luís – onde conheceu Cartola, Zé Kéti e outros astros do samba brasileiro, notadamente os que frequentavam o bar e restaurante Zicartola, outrora espécie de templo sagrado do gênero.

Seu disco, aliás, não se prende ao samba. Nele estão registradas obras dos maranhenses Antonio Vieira (Ingredientes do samba), Cesar Teixeira (Lápis de cor), Joãozinho Ribeiro (Milhões de uns), Bibi Silva (Lágrimas) e João do Vale (Na asa do vento), entre outros. Esgotado, o disco nunca teve um show de lançamento oficial.

Nova formação – Egressos do Choro Pungado formam o Grand Trio: Luiz Jr. (violão sete cordas), Luiz Cláudio (percussão) e Robertinho Chinês (bandolim e cavaquinho), músicos de reconhecido talento e merecido destaque na cena instrumental maranhense contemporânea.

Robertinho Chinês regressou recentemente de Brasília/DF, cidade que tem um dos mais ativos clubes do choro do país, que esteve visitando e aprimorando sua técnica sobre os instrumentos que tão bem já toca, tão jovem.

Luiz Cláudio e Luiz Jr., sempre às voltas com experimentações sonoras, têm como investida anterior ao Grand Trio, o Duo Sound, em que seus violões e percussões se encontravam para tocar os sons do mundo, passando necessariamente pelos tão brasileiros samba e choro.

O projeto Clube do Choro Recebe tem apoio cultural de TVN São Luís, Rádio Universidade FM e Associação do Pessoal da Caixa (APCEF) e parceria da Solar Consultoria e JL Music Studios.

SERVIÇO

O quê: Projeto Clube do Choro Recebe – 113ª. edição – sétima em 2010.
Quem: o grupo Grand Trio recebe a cantora Célia Maria.
Quando: dia 17 de abril (sábado), às 19h30min.
Onde: Associação do Pessoal da Caixa (APCEF), Rua José Luiz Nova da Costa, Calhau (esquina com Rua dos Carcarás, em frente ao Barramar).
Quanto: R$ 10,00 (entrada).
Maiores informações: clubedochorodomaranhao@gmail.com e/ou ricochoro@hotmail.com
Apoio Cultural:
TVN São Luís, Rádio Universidade FM e Associação do Pessoal da Caixa (APCEF).
Parceria: Solar Consultoria e JL Music Studios.

João do Vale no palco dos Territórios Rurais

18 março 2010

Uma caravana de músicos e intérpretes do Maranhão irá participar do II Salão dos Territórios Rurais – Territórios da Cidadania em Foco, a ser realizado em Brasília, entre 22 e 25 de março, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, numa promoção do Ministério do Desenvolvimento Agrário, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Territorial.

Representando o Território do Médio Mearim, o grupo fará uma releitura da obra do compositor maranhense João do Vale (foto), consagrado no Brasil após o show Opinião, em 1964, ao lado de Zé Kéti e Nara Leão, depois substituída por Maria Bethânia.

Integrado pelos cantores Paulo Pirata e Garrincha (Pedreiras), Cláudio Pinheiro, Milla Camões, Carlinhos Veloz e Cesar Teixeira (São Luís), o grupo maranhense se apresenta no dia 22 de março, às 22h, após a Abertura Solene e a atuação do Quinteto Violado (PE), Pereira da Viola, Caminho de Todos os Santos e Roda de Viola (MG).

O espetáculo maranhense será apresentado por um Arauto Brincante (PE), seguindo-se a leitura do poema João Pedreiras do Vale, do poeta maranhense Neves Azevedo, na voz do ator Cláudio Ferrario. Terá ainda como convidado especial o cantor e compositor Wellington Matos.

A programação cultural do II Salão dos Territórios Rurais, que coincide com o aniversário de 50 anos da fundação de Brasília, tem como um dos coordenadores o cantor, violeiro e compositor Marcelo Melo, presidente da Fundação Quinteto Violado e um dos fundadores do grupo pernambucano.

Homenagem – João do Vale, nascido no Lago da Onça, município de Pedreiras, é autor de grandes sucessos como Pisa na Fulô, Estrela Miúda e Carcará, entre outros, que os participantes do II Salão dos Territórios Rurais terão a oportunidade de relembrar durante o espetáculo a ser apresentado pelo grupo maranhense no Distrito Federal.

Segundo Riva do Vale, filho mais velho de João radicado em São Luís, a homenagem ao seu pai faz parte de uma campanha da Fundação João do Vale (sediada em Pedreiras/MA) de divulgar a obra do artista, que foi ajudante de pedreiro no Rio de Janeiro, antes ter suas músicas divulgadas nas vozes de Marlene, Ivon Cury, Luiz Gonzaga, Clara Nunes, entre outros expoentes da MPB.

O espetáculo Opinião, que projetaria Maria Bethânia como intérprete de Carcará, foi um divisor de águas na música popular brasileira, mas, ao mesmo tempo, serviu de pretexto para que os aparelhos de censura e repressão do regime militar deflagrassem uma intensa perseguição aos artistas acusados de subversão à ordem social e política do País.

Para Benedita Freire, que faz a direção geral do espetáculo, mais do que uma homenagem a João do Vale, a caravana visa sobretudo valorizar a história da MPB, hoje massacrada por uma mídia descartável. “Trata-se de uma questão de justiça evidenciar a obra de um artista que não pode estudar, foi perseguido e morreu pobre, mas deixou um rico legado para a cultura brasileira”, conclui.  

Diversidade – O espetáculo do Maranhão estará entre as 19 atrações culturais de vários pontos do País a se apresentarem durante os quatro dias do II Salão dos Territórios Rurais – Territórios da Cidadania em Foco, que, entre outros objetivos, busca expressar a diversidade das tradições, do conhecimento, da memória e das produções materiais e simbólicas dos Territórios Rurais brasileiros.

A banda que acompanhará os representantes do Território do Médio Mearim na homenagem a João do Vale é formada por Edilson Gusmão (violão), George Gomes (bateria), Rui Mário (sanfona), Murilo Rêgo (teclados), Jeca (percussão) e Arlindo Piu-Piu (contrabaixo), responsável pela direção musical do espetáculo.

[release recebido por e-mail]