Posts Tagged ‘poemas’

Rompendo Paradigmas, compondo ao vivo

1 março 2010

Anand Rao, músico brasiliense, apresenta em São Luís proposta inovadora: musicar, ao vivo, poemas, bilhetes, textos e o que mais aparecer.

Anand Rao musicará tudo o que o público levar

Você é poeta? Já escreveu um bilhete? Anotou um recado? Tudo isso é combustível para a música de Anand Rao (foto).

No dia 6 de março, sábado, às 21h, no Restaurante Cantinho da Estrela (Rua do Giz, 175, Praia Grande, em frente à Praça Valdelino Cécio), 21h, ele, jornalista, músico e compositor, vindo diretamente de Brasília, apresenta o show Rompendo Paradigmas. Durante o espetáculo, todas as músicas serão gravadas em mp3 e os parceiros (frequentadores que estiverem no local) receberão um cd matriz onde poderão fazer cópias do mesmo, vender ou distribuir as composições para os amigos.

Com 20 livros publicados e quatro cds lançados, Anand Rao que tem extrema facilidade rítmica, melódica, é um harmonista de mão cheia e viaja em sua guitarra acústica Gretsch. Ele não é solista, o seu solo está no canto, nas percussões de boca que faz, mas é um artista que gosta de musicar tudo o que vê pela frente. Recentemente, em evento realizado para advogados, musicou petições; em outro, para médicos, receitas. Enfim, é um destes que gostam de inovar.

Entre suas influências, destaca Chico Buarque, Pat Metheny, Hermeto Paschoal, Egberto Gismonti, Guinga, todos músicos de primeira linha.

Para que o evento seja norteado de novas músicas, único, ele solicita que todos os poetas da cidade compareçam, bem como, pessoas que escrevem prosa e/ou poesia e avisa: “vai ser uma viagem, tudo será musicado. Que todos levem seus textos em corpo 16. O ideal é que os poemas tenham no máximo 10 versos. E se você não for poeta, que leve sua declaração de amor para sua namorada, sua fala, enfim, o que quiser que virará música. É rap, é repente, de jeito algum, cada música geralmente tem 10 ou mais acordes e vários ritmos”, afirma. Em sendo assim, Anand define o seu gênero musical como MPJazz.

Com extensa agenda por todo o Brasil e exterior, Anand Rao tocará esse ano no festival de Jazz de Montreux e no Village em Nova York. Além de músico, Anand é assessor de imprensa portanto, fará entrevistas com os frequentadores atentos e colocará tudo no YouTube. O show será filmado na íntegra com este fim.

SERVIÇO

O quê: Show Rompendo Paradigmas.
Quem: o músico, jornalista e compositor Anand Rao que vai musicar poemas, recados, textos de todos que lá estiverem.
Onde: Restaurante Cantinho da Estrela (Rua do Giz, 175, Praia Grande, em frente à Praça Valdelino Cécio).
Quando: dia 6 de março (sábado), às 21h.
Quanto: R$ 10,00 (couvert artístico individual).
Maiores informações: com Anand Rao – (61) 8164-4847 – e/ou Pedro Sobrinho – (98) 8153-3601.

Com informações de Pedro Sobrinho.

Escritor paraense lança livros infantis em São Luís

26 janeiro 2010

Guaracy Brito Jr, ex-integrante da Akademia dos Párias, lança dia 2 de fevereiro na livraria Athenas dois livros premiados no Pará.

O escritor e jornalista Guaracy Brito Jr lança no dia 2 de fevereiro, às 18h, na Livraria Athenas, no Monumental Shopping, os livros infantis A Nuvem e O Patinho que fazia quã, ambos premiados: o primeiro pelo Instituto de Arte do Pará; e o segundo pela Secretaria de Cultura do Estado.

A Nuvem – Escrito a partir de uma pergunta feita pela afilhada do escritor, Tereza, quando tinha seis anos (hoje tem dezessete): “Tio, o que é nuvem?”. Uma semana depois, Guaracy escreveu o que achava das nuvens e entregou a ela. “Foi um texto feito com amor. Tereza é uma pessoa doce”, afirma ele. A Nuvem também tem ligação afetiva com sua filha, Yasmin, da mesma idade de Tereza, que na época morava com a mãe em algum lugar do Brasil, longe dele.

O Patinho Que Fazia Quã – Surgiu do hábito de inventar histórias para o filho Bruno dormir. Fala de um franzino patinho de estimação com problemas na voz, que sonha em ser cantor e é bastante curioso. Vive uma aventura bem diferente, em que o personagem bíblico Noé participa pescando.

O autor – Guaracy nasceu em Belém em setembro de 1962 e atua há 20 anos na área de rádio e televisão. Publicou os livros de poemas Insanidade Vital (1983) e Sala de Visitas (1985), este editado pela Editora Guarnicê com participação de poetas do Maranhão. É diretor do programa 7 Set Independente, sobre arte & tecnologia e cidadania digital, e diretor e criador do programa lítero-musical Visagem, na rádio Cultura. Atualmente, coordena o Núcleo de Interprogramação da TV Cultura do Pará, é cronista do jornal O Liberal, roterista e diretor de documentários institucionais, redator publicitário, além de ter sido desenhista sonoro em curtas paraenses de ficção (Marília, Mente Dividida, Matinta Perera).

O escritor morou em São Luís entre 1984 e 1986 e foi fundador e um dos principais integrantes da Akademia dos Párias, reunião de jovens estudantes da Universidade Federal do Maranhão que, entre outras coisas, lançou oito edições da revista de poesia Uns & Outros. O poeta participou também dos dois livros-CDs do poeta maranhense Celso Borges, XXI e Música, fazendo trilhas para os poemas Pária, Minha vida sem saída em Edgar Alan Poe e Dialética.

A nuvem e O patinho que fazia quã serão autografados pelo poeta paraense Guaracy Brito Jr.

LANÇAMENTO DOS LIVROS
A Nuvem e O Patinho que fazia quã
De Guaracy Brito Jr.
Dia 2 de fevereiro
Livraria Athenas – Monumental Shopping, às 18h
Promoção: Associação dos Livreiros do Maranhão (ALEM)
Realização: Pegada Produções
Mais informações: Celso Borges – (98) 3227-0079/ 8179-1113