Posts Tagged ‘literatura’

Com Joãozinho Ribeiro são “Outros 400”

9 julho 2011

Compositor inicia temporada de apresentações no Novo Armazém. Música, cinema, teatro, artes visuais, literatura e declarações de amor à São Luís irão compor o cardápio artístico da série.

 

O compositor Joãozinho Ribeiro (foto) decidiu voltar aos palcos. Após anos dedicados à gestão cultural, ao ensino superior e ao ofício de funcionário público, o artista resolveu tirar a poeira do baú e mostrar que são regras as exceções – o circuito musical Samba da Minha Terra (2003), o lançamento de seu livro-poema Paisagem Feita de Tempo (2006) e mais recentemente os shows Noel, Rosa secular (2010/2011), em que dividiu o palco com Cesar Teixeira, Chico Saldanha e Josias Sobrinho, e Baile do Parangolé (2011), aniversário da Sociedade Maranhense de Direitos Humanos, de que é sócio, em que dividiu o palco com Cesar Teixeira (também sócio), Lena Machado e Rosa Reis.

Na série Outros 400, Joãozinho Ribeiro se cercará de amigos-artistas, irmãos de copo & alma, para brindar São Luís, cidade que tanto ama, com boa música. Um dos compositores mais gravados do Maranhão, ele tem colecionado parceiros e intérpretes desde 1979, ano da histórica greve da meia passagem em que militou e de sua estreia musical, em festivais universitários.

Além da música, outras linguagens artísticas se somarão à aritmética cujo resultado são Outros 400: artes visuais, teatro, literatura e cinema, entre outros. “Trata-se de uma série, que será apresentada quinzenalmente às quintas-feiras, no Novo Armazém. A cada quinta, um convidado ou uma convidada e uma turma de outras expressões ocupando o espaço com o que fazem de melhor”, explica e anuncia Joãozinho Ribeiro.

Cinema – A estreia de Outros 400 acontece dia 14 de julho, às 21h. Uma mostra cinematográfica com curtas-metragens maranhenses, sob curadoria de Frederico Machado, inaugura a noite e a série: Outros 400 será também a festa oficial de abertura do Lume International Film Festival, maior festival de cinema de que a capital maranhense já teve notícia, que acontece em São Luís entre 14 e 23 de julho.

Após a mostra é a vez de Joãozinho Ribeiro encantar a plateia presente, acompanhado do Regional 400 (reza a lenda que o nome do grupo é o resultado da soma das idades de seus integrantes): Arlindo Carvalho (percussão), Caio Carvalho (percussão), Celson Mendes (violão e direção musical), Mauro Travincas (contrabaixo) e Miranda Neto (trompete).

No repertório, clássicos da lavra de Joãozinho Ribeiro, a exemplo de, entre outras, Milhões de uns, Passamento, Erva santa e Esquina da solidão. Como convidados para a inauguração da série, uma constelação de primeira grandeza, um desfile de craques, uma seleção vitoriosa: a dupla Criolina (Alê Muniz e Luciana Simões, recentemente vencedores da categoria “Melhor álbum” – Cine Tropical – no Prêmio da Música Brasileira), Cesar Teixeira, Chico Saldanha, Josias Sobrinho (trio com que apresentou o tributo a Noel Rosa), Anna Cláudia, Betto Pereira, Célia Maria, João Madson, Lena Machado e Lenita Pinheiro.

AniversárioOutros 400 é também uma celebração aos aniversários vindouros de São Luís, que completa 399 anos no próximo 8 de setembro. Datas comemorativas são sempre cheias de celebrações oficiais. A população que quiser dar os parabéns à São Luís pode, dentro dos Outros 400, completar o tradicional “parabéns a você/ nesta data querida/ muitas felicidades/ muitos anos de vida” com seus votos para o futuro de nossa capital.

“Disponibilizaremos cadernos para que sejam deixadas mensagens de próprio punho, registrando de forma simples, mensagens de amor à cidade de São Luís. O resultado disso será levado ao Arquivo Público do Estado para que no futuro nossos anseios sejam lembrados e possamos ver se nossos sonhos para a cidade se realizaram”, explica a produtora cultural Cássia Melo, mentora da ideia.

Serviço

O quê: Estreia da série Outros 400 e lançamentos do I Lume International Film Festival e do projeto Mensagens à São Luís.
Quem: o compositor Joãozinho Ribeiro e convidados, o cineasta Frederico Machado e a produtora cultural Cássia Melo.
Quando: dia 14 de julho (quinta-feira), às 21h.
Onde: Novo Armazém (Rua da Estrela, Praia Grande).
Quanto: R$ 10,00 (ingresso individual).

Itaú Cultural realiza mini-cursos sobre literatura em São Luís

22 abril 2010

Literatura digital, poesia, prosa e a crítica literária são temas dos mini-cursos promovidos pelo Itaú Cultural em São Luís, em parceria com o Centro de Cultura Popular Domingos Vieira Filho, que os abriga, dias 27 e 28 de abril de 2010. O objetivo das atividades é discutir o panorama da atual produção literária e suas relações com a crítica literária.  Veja abaixo, em Serviços, como se inscrever.

A atividade faz parte do programa Rumos Literatura 2010-2011, que neste ano abre inscrições para projetos na área de ensaios em produção ou crítica literária. As inscrições para o edital irão até 31 de julho de 2010. Saiba tudo sobre o edital no site www.itaucultural.org.br/rumos . Consulte também o blog http://rumositaucultural.wordpress.com/.

Palestrantes

Heloisa Buarque de Hollanda (Ribeirão Preto, SP). Escritora,  professora de Teoria Crítica da Cultura da UFRJ, coordenadora do Programa Avançado de Cultura Contemporânea e Curadora do Portal Literal. É autora de livros como: Impressões de Viagem, O Feminismo como Crítica da Cultura, Guia Poético do Rio de Janeiro e Enter, uma antologia digital.

Flávio Carneiro (Goiânia, GO). Escritor, roteirista, crítico literário, professor de literatura da UERJ e autor de doze livros, entre contos, romances, crônicas, ensaios e novelas para crianças e jovens. Escreveu também dois roteiros para cinema. Seus livros mais recentes são o romance A Confissão e o livro de crônicas Passe de Letra: futebol & literatura, ambos publicados pela Editora Rocco.

Programação

. terça, 27 de abril
das 14h às 19h
Literatura Digital, com Heloisa Buarque de Hollanda.
As novas tecnologias e a internet estão impactando de forma radical as formas de se fazer e de se pensar a criação literária, a autoria, a leitura e até mesmo o futuro do livro. Este mini-curso vai abordar algumas dessas questões já presentes no dia a dia dos escritores e na atuação dos leitores e editores.

. quarta, 28 de abril
das 14h às 19h
Crítica & ficção no Brasil: uma leitura do presente, com Flávio Carneiro.
O propósito do curso é discutir algumas questões sobre o exercício de uma crítica literária que se arrisca a falar não apenas de obras e autores canônicos mas do que está sendo produzido hoje no Brasil na área de ficção. Os princípios norteadores dessa crítica, seus critérios, seus recortes são alguns dos pontos tratados, juntamente com a apresentação de um mapeamento da ficção brasileira atual.

Serviços – local e como se inscrever

Datas: 27 (terça) e 28 (quarta) de abril de 2010
Horário: das 14h às 19h, nos dois dias. Entrada franca.
Local: Centro de Cultura Popular Domingos Vieira Filho – Auditório Rosa Mochel – Rua do Giz, 205, Praia Grande – São Luís/MA.

Observações importantes:

a) as inscrições devem ser feitas com antecedência somente através do e-mail rumos.sl@gmail.com. Atenção! apenas 50 vagas por dia.

b) no corpo do e-mail para reservar a vaga os interessados deverão mencionar: nome completo, telefone, e-mail e o dia da atividade de interesse (quem desejar pode se inscrever para os dois dias). Se for estudante ou professor, mencionar o nome da faculdade e curso.

c) Certificados serão fornecidos para quem cumprir ao menos 75% da carga horária.
 
Contatos:

Luiz Pedreira Jr. | itaucultural@comunicacaodirigida.com.br | tel (11) 3881-1710

Zema Ribeiro | zemaribeiro@gmail.com | tel (98) 8888-3722

Celso Borges ministra oficina na 4ª. Mostra SESC Guajajara de Artes

23 outubro 2009

Bendita Poesia Bem Dita destaca a poesia associada ao som, com aspectos e oralidades originárias da cultura popular e erudita. As diferentes formas do falar, dizer e recitar o texto poético. Como alguns escritores vêm experimentando nas últimas décadas o diálogo entre música e poesia em suas diferentes variedades.

A oficina, que faz parte da 4ª Mostra Sesc Guajajara de Artes, destaca a poesia que vai além dos limites da página do livro e do computador. A proposta é apresentar registros de poemas em voz pura e simples, associados a sonoridades percussivas e textos poéticos cuja musicalidade resulta da confluência de diferentes temas, palavras e ritmos contemporâneos.

Celso Borges reúne de maneira informal conceitos e definições de vários gêneros ligados ao universo da poesia e da música, como rap, cordel, poesia sonora, poesia musicada, trilha poética e poesia falada e com isso fornece conhecimento teórico e prático que estimulam a curiosidade e o hábito de ouvir poesia.

Celso Borges é poeta e jornalista, autor de sete livros, entre eles Pelo Avesso (1983), Persona Non Grata (1990), NRA (1996), XXI (2000) e Música (2006), os dois últimos no formato livro-CD. Em dezembro, lança seu novo trabalho: Belle Époque.
 
A BENDITA POESIA BEM DITA
De 28 a 30 de outubro na Galeria de Arte do Sesc, Praça Deodoro
Horário: das 8h30min às 11h30min
Nº de vagas: 20
Preço: R$ 5,00 (comerciários e usuários com carteira do SESC); R$ 10,00 para os demais
Inscrições na Biblioteca do Sesc, das 8h30min às 17h
Mais informações: (98) 3216 3831

[Release recebido por e-mail]