Posts Tagged ‘chorinhos e chorões’

Baile do Parangolé: 32 anos da SMDH

6 fevereiro 2011

Arte: Bruno Galvão

Realizado pela primeira vez em 2010, o Baile do Parangolé chega sábado, 12, às 21h30min, a sua segunda edição. Trata-se de festa carnavalesca que marca o aniversário de 32 anos da Sociedade Maranhense de Direitos Humanos (SMDH) – fundada nesta data, em 1979, no bojo das lutas pela anistia.

Nesta temporada pré-carnavalesca de 2011, o Baile do Parangolé mudou de endereço, esperando abrigar um público ainda maior que o de sua primeira edição, com conforto e segurança. Será seu palco o Circo Cultural Nelson Brito (Circo da Cidade, ao lado do Terminal de Integração da Praia Grande).

A Banda do Parangolé foi formada exclusivamente para a ocasião, reunindo “feras da mais alta periculosidade instrumental”, como salientou o sociólogo e radialista Ricarte Almeida Santos no Chorinhos e Chorões de domingo passado (6); Antonio Paiva (contrabaixo), Arlindo Carvalho (percussão), Fleming (bateria), Hugo Barbosa (trompete), João Soeiro (violão), Juca do Cavaco, Nelma Carafunim (saxofone) e Osmar do Trombone.

Grupo para ninguém botar defeito, as estrelas da noite idem: Cesar Teixeira, autor do coco que empresta nome ao baile, Joãozinho Ribeiro, sócios da SMDH, Lena Machado e Rosa Reis – todos, artistas de reconhecimento nacional.

As camisas para o Baile do Parangolé custam R$ 40,00 (unidade) e R$ 30,00 (preço promocional para quem comprar a partir de duas). Podem ser adquiridas nas sedes da SMDH (Av. Castelo Branco, 697, Altos, São Francisco) e União por Moradia Popular (Rua dos Afogados, 554, Centro) e na Livraria Poeme-se (Rua João Gualberto, 52, Praia Grande).

Personagens – Conheça um pouco da história de quem faz o 2º. Baile do Parangolé.

A SMDH – A Sociedade Maranhense de Direitos Humanos (SMDH) foi fundada em 12 de fevereiro de 1979 – à época com um D a mais na sigla, de “defesa”. Entidade da sociedade civil de natureza pública, espaço político de denúncia contra o arbítrio e a violência, tão comuns durante a ditadura militar, quando de sua fundação. Mobilização popular, educação de base e formulação de denúncias de violações de direitos foram, desde sempre, suas estratégias de atuação.

Cesar Teixeira – Jornalista, poeta, compositor, artista plástico. Foi assessor de comunicação da SMDH entre 1989 e 2002. É sócio da entidade, da qual já integrou o Conselho Consultivo. Lançou, em 2004, Shopping Brazil, seu único disco. Autor de clássicos da música produzida no Maranhão, tem sua obra gravada sistematicamente desde a década de 1970. Atualmente é coordenadora editorial do jornal Vias de Fato.

Joãozinho Ribeiro – Bacharel em Direito, especialista em Direitos Autorais. Funcionário público, é técnico da Receita Federal. Poeta, publicou em 2006 o livro Paisagem feita de tempo (Ed. do autor). É um dos compositores mais gravados do Maranhão, tendo vencido em 2001 o Prêmio Universidade FM, com seu choro Milhões de uns, interpretado por Célia Maria. Ex-secretário de Estado da Cultura, foi coordenador executivo da II Conferência Nacional de Cultura (MinC).

Lena Machado – Assessora da Cáritas Brasileira Regional Maranhão estreou em disco em 2006 com Canção de Vida, que celebrou os 50 anos de atuação da entidade no Brasil. No ano anterior, participou, ao lado de Cesar Teixeira, Joãozinho Ribeiro e Gildomar Marinho, do show que festejou os 26 anos da SMDH. Ano passado lançou, com músicas destes e outros compositores maranhenses, Samba de minha aldeia, elogiado entre outros por Nelson Motta.

Rosa Reis – Coordenadora do Laboratório de Expressões Artísticas do Maranhão (Laborarte), pesquisadora da cultura popular do Maranhão. Cantora que valoriza estes elementos em seu trabalho, tem vários discos gravados, o mais recente Brincos (Funarte, 2009), no qual realiza um apanhado de clássicos da música do Maranhão nas últimas quatro décadas.

Bruno Galvão – Artista plástico, assina a identidade visual do 2º. Baile do Parangolé. Somou seu talento ao aprendizado em cursos de desenho e artes nos centros de Cultura Negra (CCN/MA) e de Criatividade Odylo Costa, filho (CCOCf), em São Luís. integra o coletivo Nagô, que assina diversos painéis em grafite na Ilha. Realizará em breve sua primeira exposição individual.

Serviço

Anúncios

“Pedra de Cantaria” em primeira audição

18 junho 2010

Novo disco de Gildomar Marinho terá primeira audição pública no Bar do Léo, em São Luís/MA

Foto: Paulo Caruá

Aproveitando uma rápida passagem pela capital maranhense, o cantor e compositor maranhense Gildomar Marinho realizará sessão de audição de Pedra de Cantaria no Bar do Léo (Hortomercado do Vinhais), neste sábado (19), às 20h.

Seu segundo disco, a ser lançado ainda em 2010, foi gravado e mixado em Fortaleza/CE, onde o compositor está radicado por conta de seu ofício de bancário do Banco do Nordeste – de quem o trabalho tem apoio cultural, através do programa Cultura da Gente.

“O disco está sendo masterizado e será prensado em breve, devo lançá-lo no máximo em agosto”, avisa o artista. Do novo disco, dois hits já se destacam: o choro Pra chorar no Rio, parceria com Ricarte Almeida Santos, e o carimbó Batalha do cerrado, homenagem ao líder camponês Manoel da Conceição; a primeira já teve execução no Chorinhos e Chorões, apresentado pelo parceiro, e a segunda já está disponível para audição e download no myspace de Gildomar. A faixa-título é parceria dele com Zema Ribeiro. O disco Pedra de Cantaria tem 14 faixas.

Serviço

O quê: sessão de audição avant-première do disco Pedra de Cantaria.
Quem: o cantor e compositor maranhense radicado em Fortaleza Gildomar Marinho.
Quando: dia 19 (sábado), às 20h.
Onde: Bar do Léo (Hortomercado do Vinhais).
Quanto: grátis. Presentes pagam apenas o consumo.
Maiores informações: (98) 8888-3722.

Samba de Feira no sábado de aleluia

29 março 2010

Lena Machado reapresenta show, com novidades, no Clube do Choro Recebe. Em pleno sábado de aleluia, a cantora terá como anfitrião o Regional Os Pregoeiros.

Foto: Rivânio Almeida Santos

Fruto de um bem sucedido encontro, o show Canto de Feira será reapresentado na 111ª. edição do projeto Clube do Choro Recebe – a quinta este ano –, que acontece em pleno sábado (3/4) de aleluia. A apresentação reunirá no palco a cantora Lena Machado e o Regional Os Pregoeiros, formado por Arlindo Carvalho (percussão), Caio Carvalho (percussão), João Eudes (violão sete cordas), Osmarzinho (saxofone) e Rafael Guterres (cavaquinho).

O show encerrou a temporada musical em São Luís em 2009: foi apresentado dia 30 de dezembro no Restaurante Cantinho da Estrela, na Praia Grande. Este ano já foi apresentado em celebração ao Dia Internacional da Mulher, em evento fechado promovido pelo Sindicato dos Bancários do Maranhão.

“Pensamos este show, que inclusive tem esse nome por isso, para integrar a programação da Feira de Economia Solidária, em dezembro passado. A programação cultural da Feira foi bastante prejudicada por conta de apagões que castigaram o Centro Histórico naquele período. Para não perdermos a energia, os ensaios que já havíamos realizado, apresentamos e, graças a Deus, foi um sucesso”, conta Lena Machado, avisando que apesar do nome, o show não é mero replay de suas apresentações anteriores.

“A gente sempre mexe no repertório. Tem coisas do disco novo, coisas que gosto de cantar, eu tou sempre ouvindo e pescando coisas pro repertório. Há várias ideias para shows temáticos, experiências para o repertório do terceiro disco”, continua e adianta a cantora que recentemente lançou Samba de Minha Aldeia, disco em cujo repertório interpreta, além do samba denunciado pelo título, choro, baião, blues, salsa, eletrônica e pitadas dos ritmos da cultura popular do Maranhão.

Samba de Minha Aldeia. Capa. Reprodução

Em Samba de Minha Aldeia Lena Machado interpreta, entre inéditas e conhecidas, músicas de Josias Sobrinho, Chico Nô, Ricarte Almeida Santos, Chico Canhoto, Gildomar Marinho, Bruno Batista, Aquiles Andrade, Cesar Teixeira, Joãozinho Ribeiro e Patativa.

“Lena Machado é uma das grandes descobertas, um dos grandes acontecimentos, da música produzida no Maranhão nestes últimos anos. Recentemente tivemos a grata surpresa de saber que músicas de seu disco tocaram em rádios em Brasília, Rio de Janeiro e outras cidades de destaque no cenário artístico-cultural. Isso é o começo. Sabemos que ela vai longe”, vaticina Ricarte Almeida Santos, produtor e apresentador do Clube do Choro Recebe e, no rádio, do programa Chorinhos e Chorões, especializado no mais brasileiro dos gêneros musicais, que vez por outra inclui Lena Machado em seu repertório dominical. Em parceria com Chico Nô, ele é autor de Chorinho de Herança, uma das músicas mais executadas no Myspace da cantora.

O projeto Clube do Choro Recebe tem apoio cultural de TVN São Luís, Rádio Universidade FM e Associação do Pessoal da Caixa (APCEF) e parceria da Solar Consultoria e JL Music Studios.

SERVIÇO

O quê: Projeto Clube do Choro Recebe – 111ª. edição – quinta em 2010.
Quem: o Regional Os Pregoeiros recebe a cantora Lena Machado.
Quando: dia 3 de abril (sábado), às 19h30min.
Onde: Associação do Pessoal da Caixa (APCEF), Rua José Luiz Nova da Costa, Calhau (em frente ao Barramar).
Quanto: R$ 10,00 (entrada).
Maiores informações: clubedochorodomaranhao@gmail.com e/ou ricochoro@hotmail.com
Apoio Cultural:
TVN São Luís, Rádio Universidade FM e Associação do Pessoal da Caixa (APCEF).
Parceria: Solar Consultoria e JL Music Studios.

Clube do Choro Recebe completa 100 edições

26 outubro 2009

Data marcante será celebrada com a visita da cantora cearense Fhátima Santos, convidada de sábado (31) do projeto.

A cantora cearense volta a mostrar seu talento no palco do Clube do Choro Recebe

A cantora cearense volta a mostrar seu talento no palco do Clube do Choro Recebe

O projeto Clube do Choro Recebe completa 100 edições neste sábado, 31. A marca especial será celebrada com a voz e a presença de palco marcantes da cantora cearense nascida em Alagoas Fhátima Santos (foto), que será recebida, na ocasião, pelos bambas do Instrumental Pixinguinha: Domingos Santos (violão sete cordas), João Neto (flauta), Juca do Cavaco, Nonatinho (pandeiro) e Raimundo Luiz (bandolim e rabeca).

“Esse projeto tem uma importância sem tamanho para oxigenar a música no Maranhão e para tornar mais bela a nossa cidade. Os músicos, a partir dele, começaram a ter um olhar mais amplo sobre os resultados para o coletivo, para o movimento choro, de como isso tem gerado resultados para todos, já que não é um projeto com dono: é de todos nós que gostamos de choro e de boa música em geral”, afirma Ricarte Almeida Santos, produtor e apresentador do Clube do Choro Recebe – e do Chorinhos e Chorões, único programa de rádio maranhense dedicado ao gênero, que vai ao ar aos domingos, às 9h, na Rádio Universidade FM (106,9MHz, audível on-line e em tempo real também pelo site http://www.universidadefm.ufma.br).

A convidada da 100ª. edição do Clube do Choro Recebe é uma das mais versáteis intérpretes da noite da capital alencarina. “Musa dos notívagos”, para o jornalista Laécio Ricardo, Fhátima Santos passeia entre o romântico, o samba, o blues, o jazz e o bolero. Com a mesma desenvoltura e talento. No repertório de sábado, entre outros, compositores como Chico Buarque – a quem dedicou um disco inteiro – Vinícius de Moraes, Tom Jobim, Noel Rosa e Cartola.

O Instrumental Pixinguinha foi o primeiro grupamento maranhense de choro a gravar um disco completamente dedicado ao mais brasileiro de todos os gêneros musicais: Choros maranhenses (2006) registra composições de seus próprios integrantes e de mestre do gênero, todos nascidos no Maranhão.

É a segunda vez que Fhátima Santos se apresenta no Clube do Choro Recebe.

O projeto Clube do Choro Recebe tem apoio cultural de TVN São Luís e Rádio Universidade FM e parceria de JL Music Studios e Solar Consultoria.

SERVIÇO

O quê: Projeto Clube do Choro Recebe – 100ª. edição.
Quem: o Instrumental Pixinguinha recebe a cantora cearense Fhátima Santos.
Quando: dia 31 de outubro (sábado), às 19h30min.
Onde: Pousada Portas da Amazônia/ La Pizzeria (Rua do Giz, Praia Grande).
Quanto: R$ 10,00 (entrada).
Maiores informações: clubedochorodomaranhao@gmail.com e/ou ricochoro@hotmail.com
Apoio Cultural: TVN São Luís e Rádio Universidade FM.
Parceria: JL Music Studios e Solar Consultoria.