Posts Tagged ‘cd’

Casa Fanti Ashanti lança documentário e cd nesta sexta-feira (13)

11 agosto 2010

Festa de lançamento contará com pré-estreia do documentário Pedra da Memória, mostra fotográfica, lançamento do cd Boi de Encantado e apresentações do Bumba meu boi Garotos do Cruzeiro e Tambor de Taboca da Casa Fanti Ashanti

Nesta sexta-feira (13), os ludovicenses poderão conferir os resultados do projeto Pedra da Memória, que levou Pai Euclides Talabyan e uma comitiva da Casa Fanti Ashanti do Maranhão ao Benin. Coordenado pela musicista e pesquisadora Renata Amaral (d’A Barca) o projeto recebeu o Prêmio Interações Estéticas da Funarte/MinC, promovendo um profundo diálogo entre as culturas dos dois países.

Cerimonia Geledé em Sakete. Foto: divulgação

Ao longo de um mês, a equipe visitou as cidades de Cotonou, Abomey, Ketou, Porto Novo, Ouidah, Allada, Pobe e Sakete, realizando encontros e registros audiovisuais de diversas tradições como os toques de vodum, Zangbeto, Egungun, cerimônias geledés, música kudo e as tradições dos agudás, os afrobrasileiros do Benin, descendentes de ex-escravos e trabalhadores do tráfico escravagista que retornaram à terra natal quando a escravidão foi abolida.

Esta experiência transformadora resultou no documentário e na mostra fotográfica que terão pré-estreia na Casa de Nhozinho (Rua Portugal, Praia Grande). Dirigido por Renata Amaral e editado por Diana Gandra, o documentário traz um diálogo estético entre as tradições populares do Brasil e do Benin (África Ocidental), em uma aproximação poética e reveladora conduzida pela memória de Euclides.

Fruto ainda da residência artística de Renata na Casa Fanti Ashanti, que se tornou Ponto de Cultura em 2006, também será lançado no evento o cd Boi de Encantado, do tradicional Bumba meu boi Garotos do Cruzeiro, um registro inédito que inclui mais de 20 toadas representativas dos 56 anos de atividades do grupo, compostas por Pai Euclides e seus encantados.

O grupo se apresentará na ocasião, ao lado do Tambor de Crioula de Taboca Veneradores de São Benedito. Ambos são da Casa Fanti Ashanti.

Serviço:

O quê: Lançamento do documentário Pedra da Memória e do cd Boi de Encantado.
Quando: dia 13 de agosto (sexta), às 19h30min.
Onde: Casa de Nhozinho (Rua Portugal, 185, Praia Grande, fone: (98) 3218-9951).
Quanto: entrada franca.

Assessoria de imprensa e redação: Benedita Freire

Anúncios

Vitor Ramil e Marcos Suzano em ‘Satolep Sambatown’

3 agosto 2010

Foto: divulgação

Finalmente chega a São Luís o show do cantor e compositor gaúcho Vitor Ramil e do percussionista Marcos Suzano,  no Teatro Arthur Azevedo (Rua do Sol, Centro), no dia 19 de agosto (quinta-feira), às 21h. O show será baseado no aclamado trabalho em duo, do CD intitulado Satolep Sambatown.

Como o nome indica, o disco nasceu do encontro do universo, muito particular, desses dois artistas. De Satolep, cidade imaginária de Vitor – Pelotas, sua cidade natal, escrita de trás para frente, também tema e nome da novela de sua autoria lançada pela editora Cosac&Naify –, vem a Estética do Frio, com arpejos em cordas de aço, harmonias abertas, melodias hipnóticas, letras cheias de poesia. De Sambatown, (a) cidade (do samba) imaginária de Suzano, vem seu pandeiro único no centro de uma arquitetura rítmica em que sons acústicos dialogam com ondas sonoras vindas do mundo da eletroacústica.

Vitor e Suzano têm ambos um pé na tradição musical de seus lugares de origem e outro no contexto da experimentação, das invenções mais radicais. Em Satolep Sambatown os dois tocam todos os instrumentos e assinam a produção.

O repertório do disco traz 11 canções de Vitor, entre elas, Livro Aberto, Invento, Astronauta lírico, Viajei e 12 segundos de oscuridad, esta em parceria com o compositor e cantor uruguaio Jorge Drexler, que também participa do disco como intérprete – pela primeira vez cantando em português. Ele divide com Vitor os vocais de A zero por hora. A outra participação especial é a da cantora carioca Kátia B, que canta com Vitor em Que horas não são?

Voz, violões de aço, percussão e efeitos eletrônicos. É com esses elementos, e mantendo sempre a formação em duo, que Vitor Ramil e Marcos Suzano recriam no palco a música produzida em Satolep Sambatown.

No roteiro, todas as canções do disco. Além dessas, novidades, releituras de canções de outros discos de Vitor como Não é Céu, Foi no mês que vem e Neve de Papel.

A iluminação é de Marcelo Linhares e o cenário de Isabel Ramil e Luiza Mendonça.

SERVIÇO:
VITOR RAMIL E MARCOS SUZANO
Show de lançamento do CD SATOLEP SAMBATOWN

Local: Teatro Arthur Azevedo (Rua do Sol, Centro).
Dia: 19 de agosto (quinta-feira).
Horário: 21h.
Ingressos: R$ 30,00 (metade para estudantes com carteira), à venda na Taco (São Luís Shopping) e na bilheteria do teatro.
Produção: Ópera Night.
Maiores informações: (98) 8137-7452, 8888-3722, zemaribeiro@gmail.com

Kleiton e Kledir lançam novo dvd em São Luís

9 março 2010

Dupla gaúcha lança Autorretrato, trabalho que celebra a amizade com timbres de pop sessentisa.

Kleiton e Kledir lançam novo dvd em show na Ilha. Foto: Lourenço Monte-Mór. Fonte: http://www.kleitonekledir.com.br

Com nove discos em dupla, além de um título em espanhol e do trabalho com o grupo Almôndegas e um disco solo de cada, Kleiton e Kledir vêm à São Luís com o show Autorretrato, de seu novo cd-dvd (2009), de repertório inédito.

Durante a apresentação, que acontece no Circo Cultural Nelson Brito (Circo da Cidade, Aterro do Bacanga, ao lado do Terminal de Integração da Praia Grande), além das músicas novas, não faltarão hits como Paixão e Deu pra ti, que marcaram sua carreira e a vida de muitos ouvintes nos anos 1980.

O show, aliás, é uma espécie de celebração aos 30 anos de carreira – não incluídos aí os anos de Almôndegas, nos idos 70 – que sofreu um intervalo entre 1989 e 1996, período em que ambos lançaram discos solo: Sim (1990, Kleiton Ramil) e Kledir ao vivo (1991).

Autorretrato, o dvd, traz canções inéditas e foi filmado como um documentário. Nele, os irmãos gaúchos contam a história das músicas, além de tocá-las. O valor da amizade e o prazer em compartilhar coisas íntimas é o clima que permeia o novo trabalho. A faixa-título é uma conversa entre amigos sobre isso.

Um disco contemporâneo com clima sessentista, na instrumentação que lembra bandas como os Beatles, eterna referência: violões, guitarras, violinos, pianos, harmônicas e percussão – não há bateria – enfeitam as composições e vozes de Kleiton e Kledir.

Lançado pela Som Livre, Autorretrato tem realização do Canal Brasil – cujo marco inaugural na produção de documentários foi Loki, que tem o eterno Mutante Arnaldo Baptista como protagonista.

Kleiton e Kledir apresentam o show Autorretrato dia 19 de março (sexta-feira), às 22h, no Circo Cultural Nelson Brito (Circo da Cidade, Aterro do Bacanga, ao lado do Terminal de Integração da Praia Grande). O maranhense Daffé abrirá o espetáculo. Ingressos à venda na loja Taco (São Luís Shopping). A produção é de Ópera Night. Maiores informações: (98) 8137-7452, 3244-3627.

Kleiton e Kledir vêm à Ilha em mais uma produção de Ópera Night

Redação e assessoria de imprensa: Zema Ribeiro