Comunidade constroi e inaugura novas casas

Lago da Pedra/MA: Em Nova Unha de Gato, com recursos solidários e em regime de mutirão, comunidade inaugurará casas que construiu. 73 unidades habitacionais diminuirão o déficit gerado pelas enchentes desde 2008. Moradores foram assessorados pela Cáritas Brasileira Regional Maranhão.

Comunidade inaugurará 73 casas construídas em regime de mutirão

2008: 206 casas são destruídas pelas enchentes no povoado Unha de Gato, em Lago da Pedra/MA, distante 310km da capital – a comunidade fica a 45km da sede. O rompimento de diversos açudes na região tornou a tragédia ainda maior: a força da água ia destruindo o que encontrava pela frente. Além das casas – o número representa a quantidade que havia no povoado –, as famílias também perderam bens. Apesar da tragédia, os moradores dão graças a Deus pela não-ocorrência de óbito.

2009: a cena se repete. Novas enchentes assolaram o Maranhão. Moradores de Unha de Gato já habitavam casas “remendadas” que não resistiram à nova investida das águas.

2010: após uma campanha liderada pela Cáritas Brasileira e o trabalho árduo em regime de mutirão, 73 casas de alvenaria e uma casa de farinha serão inauguradas neste sábado (27), em outra área, que está sendo chamada de Nova Unha de Gato. A nova área fica no alto, livre do risco de enchentes. As atividades do dia celebrativo, que incluirá celebração ecumênica, almoço e apresentações musiculturais, terão início às 10h e se estenderão até a noite.

213 mil reais foram empregados na construção das residências – aproximadamente R$ 2.917,00 por unidade –, recursos angariados pela Cáritas através de projetos junto à Catholic Relief Services (CRS) do Brasil, e acessados da campanha nacional SOS Norte Nordeste 2009, administrados pela Cáritas Brasileira e Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), organismos da Igreja Católica.

Além do regime de mutirão em que a comunidade se inseriu – o que certamente barateou os custos finais – algumas campanhas locais foram realizadas: “um comerciante dava um saco de cimento, outro uma carrada de barro, outro não sei quantos tijolos”, contam os moradores.

“É claro que essas 73 casas não atendem a demanda toda, afinal o povoado inteiro foi atingido. Mas é o que conseguimos por enquanto e isso foi uma forma também de exercitar a solidariedade. Para se ter uma ideia, seriam 72 casas e eles resolveram abrir mais uma janela em cada uma para que a sobra de material erguesse outra casa”, conta, emocionada, Lucineth Machado, assessora da Cáritas Brasileira Regional Maranhão que tem acompanhado mais de perto as ações emergenciais.

A comunidade, assessorada pela Cáritas, está estudando editais e projetos que possam assegurar a construção de mais 133 unidades habitacionais, de forma a zerar o déficit provocado pela tragédia naquele local – estas famílias permanecem na Unha de Gato original, sob o iminente risco de novas tragédias. O poder público municipal, até aqui ausente de todo o processo, anunciou a construção de uma escola no povoado, para a qual serão destinados recursos da ordem de 280 mil reais.

SERVIÇO

O quê: inauguração de 73 casas e casa de farinha em Nova Unha de Gato.
Onde: Comunidade Nova Unha de Gato, em Lago da Pedra/MA.
Quando: dia 27 de fevereiro (sábado), 10h.
As casas foram construídas em regime de mutirão pela própria comunidade, com recursos da CRS-Brasil e da campanha nacional SOS Norte/Nordeste 2009, fundo administrado pela Cáritas Brasileira e CNBB.

Redação: Zema Ribeiro, assessor de comunicação da Cáritas Brasileira Regional Maranhão

Anúncios

Tags: , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: