A ceia dos excluídos no Arthur Azevedo

Memórias da última ceia: arte engajada. Cartaz. Reprodução

Memórias da última ceia: arte engajada. Cartaz. Reprodução

Memórias da Última Ceia é o espetáculo que a Companhia de Dança Olinda Saul apresenta dias 26 e 27 de setembro, às 20h, no Teatro Arthur Azevedo, com roteiro de Cesar Teixeira, coreografia de Hélio Martins e direção geral de Olinda Saul. No elenco, 23 jovens oriundos do Projeto Dança Criança, que atende alunos de escolas públicas da periferia de São Luís.

O balé contará com a participação especial dos atores Auro Juriciê e Silvana Cartágenes, interpretando personagens emblemáticos do lixão, além do bailarino e coreógrafo Hélio Martins e da pequena Alicia Saul. “Nosso maior objetivo é despertar o interesse das novas gerações de artistas, bailarinos, estudantes e da juventude em geral pelas questões sociais e ambientais”, explica Olinda Saul.

Cesar Teixeira diz que o espetáculo foi inspirado no poema Lixopping e na música Shopping Brazil, ambos de sua autoria,  e busca chamar a atenção para um problema social que a cada dia se agrava no Brasil: a miséria de uma parcela da população que, para sobreviver, depende dos lixões existentes nas zonas urbanas.

“Trata-se de um balé que mostra a realidade dos lixões brasileiros, onde a fome e a miséria não estabelecem diferença entre bichos e seres humanos. É uma fratura exposta”, ressalta.

A montagem refaz a rotina existente em torno de um grande monte de lixo para onde afluem diariamente pessoas e bichos que disputam os dejetos. Um conflito se estabelece entre os tiranos do lixão e seus habitantes, que são manipulados como marionetes, mas buscam a liberdade através de uma insurreição para garantir o espaço conquistado.

Drama social – Conforme a UNICEF, 45 mil crianças e adolescentes brasileiros vivem da garimpagem do lixo, distantes do lazer e das escolas. Por isso, em 16 de junho de 1999, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) lançou a campanha “Criança no Lixo, Nunca Mais”, acreditando que até 2002 esta situação seria revertida.

Infelizmente, isso não aconteceu. A população dos lixões aumentou, juntamente com o desemprego e a situação de penúria de 33 milhões de brasileiros que, segundo a Fundação Getúlio Vargas, vivem abaixo da linha da pobreza.

Por essa razão, a degradação ambiental e o drama dos que dependem do lixo para sobreviver há muito vem motivando não só organizações civis e religiosas, mas também diversos setores dedicados à arte, a enfrentarem criticamente o problema. É o caso dos artistas que se reuniram para encenar Memórias da Última Ceia.

O espetáculo busca sensibilizar a opinião pública para a problemática social dos lixões, como forma de estimular debates em torno do tema, denunciando o processo de negação da cidadania no Brasil e nos países do Terceiro Mundo, penalizados com a globalização espúria da economia.

A coreógrafa Olinda Saul, que desenvolve o Projeto Dança Criança desde 1996, para atender alunos carentes, decidiu adotar o tema pela dimensão social que incorpora, e também para dar oportunidade aos jovens que integram o projeto de vivenciarem no palco cenas que alguns deles conhecem tão bem, mostrando que é possível ter esperança.

“São realizações como esta que permitem crianças e adolescentes do nosso estado resgatar a sua cidadania pela dança”, enfatiza Olinda Saul.

Sinopse – O espetáculo inicia quando um novo descarregamento mobiliza urubus e cães, que são expulsos pelos catadores de lixo, que recolhem roupas para vestir, abandonando ali seus trapos. Festejam as novidades com uma alegre orgia, interrompida por um personagem que sai de dentro do monturo: o Rei do Lixo, com seu manto feito de detritos industriais.

Esse personagem representa os Estados conservadores do Terceiro Mundo, submissos ao capitalismo internacional. Uma pessoa rebelada tenta e não consegue matar o rei, que manda prendê-la. Um representante do governo federal surge para decretar a privatização do monte de lixo e “resolver a questão” colocando-o à venda, o que provoca uma rebelião geral que reúne pessoas e bichos.

É organizada uma passeata visando envolver a opinião pública, onde se gritam as palavras de ordem: “O lixo é nosso!”

SERVIÇO

Memórias da Última Ceia

Elenco: Alyson Trindade, Carolina Barbosa, Dariel Novack, Eduardo Mello , Eleomar Durans, George Nascimento, Iara Teixeira, Janaina Martins, Jéssica Marieta, Joel Farias, Katiane Jardim, Luiza Gomes, Marlon Aspin, Monalisa Rubi, Richardson Araújo, Roberta Gamboa, Thaís Augusta, Sanndy Brandão, Suelma Cutrim, Thalita Alves, Thayna Alves, Thiago Gomes, Wanderson Mendes. Participação Especial: Hélio Martins (como Rei do Lixo), Alicia Saul, Silvana Cartágenes e Auro Jurassiê.

Dias 26 e 27 de setembro
Local: Teatro Arthur Azevedo
Hora: 20h
Ingresso (preço único): R$ 20,00

Anúncios

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: