Archive for junho \26\UTC 2009

Famílias vitimadas pelas enchentes continuam a receber apoio da Cáritas no Maranhão e Piauí

26 junho 2009

Além da ação emergencial, Cáritas defende a mobilização das famílias para a conquista de direitos e está trabalhando em projetos de reconstrução de casas e recuperação de produção agricola.

POR ZEMA RIBEIRO*

Projeto realizado em parceria pelos secretariados regionais da Cáritas Brasileira no Maranhão e Piauí com recursos da Cáritas Alemã e do Governo da Alemanha beneficiarão mais 2.050 famílias nos dois estados.

No Maranhão receberão kits de higiene, de limpeza, de dormir e cestas básicas, famílias dos municípios de Arari, Bacabal, Codó, Itapecuru-Mirim, Monção, São Luiz Gonzaga, Trizidela do Vale e Vitória do Mearim.

Os kits de higiene são compostos por dois sabonetes, dois cremes dentais (250g cada), três escovas de dente, um xampu, um condicionador e um pacote de fralda infantil de algodão; os de limpeza têm dois litros de água sanitária, duas caixas de sabão em pó (500g cada), cinco barras de sabão em pedra, um litro de desinfetante e um filtro com velas.

Duas redes, dois lençóis de solteiro, um mosqueteiro de rede e um de cama são o conteúdo do kit de dormir. As cestas básicas contêm cinco quilos de arroz, três quilos de feijão, dois pacotes de macarrão, três latas de sardinha, dois pacotes de leite em pó, dois pacotes de biscoito, dois quilos de açúcar, três pacotes de café, um litro de óleo, dois quilos de farinha, um quilo de sal e dois pacotes de fubá de milho.

Essa não é a primeira ação da Cáritas Brasileira em atendimento às emergências com as cheias que castigaram boa parte das regiões Norte e Nordeste este ano. Mês passado a Cáritas Brasileira Regional Maranhão distribuiu cerca de 100 mil reais em kits de limpeza a famílias atingidas em cinco municípios (Bacabal, Codó, Pedreiras, São Luiz Gonzaga e Trizidela do Vale), recursos recebidos da USAID (a Agência de Desenvolvimento ianque), via CRS (Catholic Relief Services, organismo da Igreja Católica Internacional).

“A primeira preocupação quando ouvimos falar em tragédias como as enchentes e nas suas consequentes vítimas é com a alimentação. Famílias perdem toda a produção e ficam sem ter o que comer. Mas esta não pode ser a única: é preciso se preocupar com isso também, mas com a saúde dessas pessoas e em políticas públicas estruturantes, que garantam os direitos dos atingidos, já que sabemos, este quadro se repetirá ano a ano e, talvez, de forma ainda mais grave”, afirma Ricarte Almeida Santos, secretário executivo da Cáritas Brasileira Regional Maranhão.

Cáritas está trabalhando em projeto de reconstrução de moradias destruídas pelas enchentes. Foto: Acervo Cáritas Brasileira Regional Maranhão

Cáritas está trabalhando em projeto de reconstrução de moradias destruídas pelas enchentes. Foto: Acervo Cáritas Brasileira Regional Maranhão

“A Cáritas trabalha na perspectiva de mobilizar as famílias para a conquista de direitos. Além de ações de caráter mais emergencial, como a distribuição dos kits e cestas, estamos tentando viabilizar projetos que garantam a reconstrução de casas, experiência piloto com 30 unidades, cujos recursos destinados a essa ação serão potencializados pelo regime de mutirão em que a comunidade de Unha de Gato [no município de Lago da Pedra/MA] trabalhará. Outro projeto em que estamos trabalhando é para tentar garantir também a recuperação das produções das famílias atingidas”, continua. A farinha adquirida para distribuição nas cestas básicas, por exemplo, é adquirida junto a grupos produtivos que integram a Rede Mandioca.

A Cáritas está articulando o trabalho de distribuição dos kits nos sete municípios que serão beneficiados agora. Participam das ações as equipes de Cáritas Diocesanas e das dioceses e paróquias naquelas cidades. Assessora da Cáritas Brasileira Regional Maranhão, Lucineth Cordeiro visitará os municípios: “Alguns municípios já têm equipes estruturadas para proceder a distribuição dos kits e cestas. Em outros, o trabalho começará praticamente do zero”, afirmou.

DOAÇÕES – Interessados em realizar doações à Cáritas Brasileira Regional Maranhão podem procurar a entidade, vinculada à Igreja Católica, em horário comercial, em sua sede, localizada na Rua do Alecrim, 343, Centro, São Luís/MA. O telefone é (98) 3221-2216. Para doações em dinheiro, interessados podem depositar qualquer quantia no Banco do Brasil (001), Agência 2972-6, conta corrente nº. 32.655-0.

*ZEMA RIBEIRO é assessor de Comunicação da Cáritas Brasileira Regional Maranhão.

Anúncios

Thony Neto e Os Cinco Companheiros no Clube do Choro

9 junho 2009

O crooner da Mákina du Tempo será recebido pelo grupo de Osmar do Trombone em encontro dançante, na edição de sábado do sarau do Clube do Choro do Maranhão.

O clima das velhas, boas e grandes orquestras e gafieiras será revivido na edição de número 83 do projeto Clube do Choro Recebe. É que neste sábado (13), no palco do Restaurante Chico Canhoto, se encontram o grupo Os Cinco Companheiros, um dos mais festivos, descontraídos e vibrantes da cena choro em São Luís, e o cantor Thony Neto, mais conhecido por sua atuação à frente da banda Mákina du Tempo.

O crooner Thony Neto será o homem à frente d'Os Cinco Companheiros. Foto: divulgação

O crooner Thony Neto será o homem à frente d'Os Cinco Companheiros. Foto: divulgação

Mas engana-se quem pensa que o moço se resume ao papel de crooner do grupo, sucesso absoluto nos salões de baile de São Luís que ainda resistem: com absoluto sucesso e uma tiragem acima da média (3.000 exemplares, já esgotados), Thony Neto lançou, em 2003, o disco De primeira grandeza (título homônimo a uma música do compositor cearense Belchior), onde canta grandes clássicos da música popular brasileira.

Osmar do Trombone, Osmarzinho (clarinete e saxofone), João Soeiro (violão), Rafael Guterres (cavaquinho) e Wanderson (percussão) são Os Cinco Companheiros, grupo que, com sua pegada dançante, transforma os saraus do Clube do Choro do Maranhão em um divertido e animado salão de dança.

A animação da gafieira, arranjos orquestrais e o romantismo de repertório nacional e internacional são presença garantida no repertório do encontro de Thony Neto com Os Cinco Companheiros.

O projeto Clube do Choro Recebe tem apoio cultural de TVN São Luís, Energético Hiro, Clinimagem, Honda Gran Line, Rádio Universidade FM e parceria de JL Studios e Solar Consultoria.

SERVIÇO

O quê: Projeto Clube do Choro Recebe – 83ª. edição.
Quem: o grupo Os Cinco Companheiros recebe o cantor Thony Neto.
Quando: dia 13 de junho (sábado), às 19h30min.
Onde: Restaurante Chico Canhoto (Residencial São Domingos, Cohama).
Quanto: R$ 6,00 (entrada).
Maiores informações: pelo telefone [98] 3252-1219 e/ou e-mails ricochoro@hotmail.com, chicocanhoto@ymail.com e/ou clubedochorodomaranhao@gmail.com
Apoio Cultural: TVN São Luís, Energético Hiro, Clinimagem, Honda Gran Line, Rádio Universidade FM.
Parceria: JL Studios e Solar Consultoria.

Cáritas e Defesa Civil celebram termo de cooperação e parceria

3 junho 2009

Documento lista obrigações das partes quanto à distribuição de kits de limpeza em municípios atingidos pelas enchentes no Maranhão.

A Cáritas Brasileira Regional Maranhão e a Defesa Civil Estadual assinaram na última segunda-feira (1º) um termo de cooperação e parceria para proceder a entrega de kits de limpeza em municípios atingidos pelas enchentes no Maranhão. O documento foi assinado por Ricarte Almeida Santos, representando a entidade vinculada à Igreja Católica, e pelo Cel. Marcos Sousa Paiva, Comandante Geral do Corpo de Bombeiros do Maranhão. Os kits foram adquiridos através de projeto aprovado junto à USAID (a agência de desenvolvimento norte-americana, na sigla em inglês), através da CRS Brasil (Catholic Relief Services), e atenderão 3.270 famílias nos municípios de Bacabal, Codó, Pedreiras, São Luiz Gonzaga e Trizidela do Vale.

O objetivo do termo celebrado é, de acordo com sua redação,“efetivar a distribuição de produtos de higiene e limpeza às famílias desabrigadas pelas enchentes”. As equipes de Cáritas Diocesanas ajudarão a Defesa Civil Estadual nessa tarefa, além de ter um caráter pedagógico, de orientação e acompanhamento junto às famílias.

Famílias amontoam pertences e dividem espaço dos abrigos com animais domésticos. Foto: Acervo Cáritas Brasileira Regional Maranhão

Famílias amontoam pertences e dividem espaço dos abrigos com animais domésticos. Foto: Acervo Cáritas Brasileira Regional Maranhão

“Esses cinco municípios foram eleitos como prioritários por terem as situações mais alarmantes entre as cidades atingidas pelas enchentes no Estado. Dada a limitação orçamentária do projeto, de apenas 50 mil dólares, precisamos eleger prioridades”, explicou Ricarte Almeida Santos.

O objetivo do projeto é a aquisição de kits de limpeza para distribuição junto às famílias atingidas. Ricarte comenta: “A ideia é evitar as tragédias complementares, isto é, aquelas que pegam caronas na calamidade que a enchente já é por si só e agravam ainda mais a situação, como por exemplo, doenças cuja transmissão fica ainda mais fácil com as enchentes, a exemplo de leptospirose e doenças de pele em geral”.

800 famílias serão beneficiadas com kits de limpeza em Bacabal; em Codó, 470; 700 em Pedreiras; 500 em São Luiz Gonzaga e 800 em Trizidela do Vale. Cada kit é composto por dois panos de chão, uma vassoura, um pacote com cinco barras de sabão, dois litros de água sanitária, dois pacotes de sacos de lixo, dois baldes (um de cinco e um de dez litros), um rodo e uma caixa de sabão em pó (meio quilo).

Uma comitiva formada por Ricarte Almeida Santos, Lucineth Machado (da Cáritas Brasileira Regional Maranhão), Holly Inureta (da CRS Internacional) e Rogenir Costa (da CRS Brasil) viaja amanhã (3) para nova visita aos municípios que serão atendidos por esta ação.

DOAÇÕES – Organismo da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a Cáritas Brasileira tem 53 anos de atuação na defesa, proteção e promoção dos direitos humanos. Na situação de emergência em que se encontra o Maranhão, a entidade tem recebido doações e levado os donativos aos atingidos nos municípios, através das equipes de Cáritas Diocesanas.

Antes do projeto alvo do termo de cooperação e parceria recentemente assinado, a Cáritas já encaminhou 772 cestas básicas, 407 kits de limpeza, 500 litros de água sanitária e 1.044 peças de roupas, oriundas de doações nas Paróquias de São João (Centro) e do Espírito Santo (Liberdade). Doações de alimentos, roupas, calçados e colchões, arrecadados junto a alunos e funcionários do Colégio Santa Teresa foram encaminhados aos atingidos de Pedreiras. “Só temos a agradecer pelo gesto de solidariedade concretizado através dessas doações, em nome das pessoas desabrigadas e sem condições de agradecer diretamente a vossa preocupação para com eles”, agradeceram os padres Wagner Pereira e Valdenício da Silva, daquele município.

Famílias estão alojadas onde animais se alimentavam e defecavam. Foto: Acervo Cáritas Brasileira Regional Maranhão

Famílias estão alojadas onde animais se alimentavam e defecavam. Foto: Acervo Cáritas Brasileira Regional Maranhão

A Cáritas Brasileira está com dois projetos em tramitação: um junto ao governo alemão, com interveniência da Cáritas Alemã, possivelmente atendendo os estados do Maranhão e Piauí – este projeto trabalhará com kits de limpeza, higiene pessoal e objetos de dormir, atendendo cerca de 1.500 famílias por estado. A visita da CRS também deverá injetar, em um novo projeto, mais 30 mil dólares para ações emergenciais. A Cáritas Brasileira Regional Maranhão também integra o comitê estadual de acompanhamento das ações junto aos atingidos pelas enchentes. “Este tem sido um quadro trágico que se repete a cada ano. É preciso que os atingidos se organizem e participem dos debates. Nossa atuação, institucionalmente, sempre foi pautada pela luta pela efetivação de políticas públicas. Nem podemos parar no mero assistencialismo, nem deixá-los crer que a doação de cestas básicas e kits de limpeza resolve o problema. Ano que vem, vai chover novamente e não é justo que essas pessoas paguem novamente um preço altíssimo por essas tragédias”, explicou Ricarte Almeida Santos.

A Cáritas Brasileira Regional Maranhão também possui uma conta corrente específica para doações às vítimas das enchentes. Qualquer valor pode ser depositado no Banco do Brasil (001), Agência 2972-6, conta corrente 32.655-0. Donativos também podem ser entregues na sede da entidade, localizada na Rua do Alecrim, 343, Centro, São Luís/MA. O telefone para contatos e maiores informações é (98) 3221-2216.

Encontro histórico no Clube do Choro Recebe

2 junho 2009

Célia Maria, uma das mais belas vozes do Brasil, se encontra com o Choro Pungado, um dos mais inventivos grupos de choro contemporâneos.

Depois do sucesso das apresentações no Clube do Choro Recebe (em janeiro passado) e no Choro Pungado Convida (sexta-feira passada), Célia Maria volta ao palco do Restaurante Chico Canhoto (Residencial São Domingos, Cohama), templo sagrado da boa música na capital maranhense.

Dos mais inventivos grupos de choro contemporâneos, o Choro Pungado é o anfitrião da 82ª. edição do Clube do Choro Recebe. Foto: Acervo Clube do Choro do Maranhão

Dos mais inventivos grupos de choro contemporâneos, o Choro Pungado é o anfitrião da 82ª. edição do Clube do Choro Recebe. Foto: Acervo Clube do Choro do Maranhão

A exemplo da última sexta-feira, a diva será acompanhada pelo grupo Choro Pungado, uma das revelações da música instrumental no Maranhão e um dos grupos mais inventivos da cena choro no estado. Formado por Luiz Jr. (violões de seis e sete cordas e viola caipira), Luiz Cláudio (percussão), João Neto (flauta), Robertinho Chinês (bandolim e cavaquinho) e Rui Mário (sanfona), o grupo tem como principal proposta a mescla do choro com os ritmos da cultura popular do Maranhão – lelê, bumba-meu-boi, tambor de crioula, tribo de índio, cacuriá, entre outros.

O disco homônimo, até aqui, único, lançado por Célia Maria em 2001. Capa. Reprodução.

O disco homônimo, até aqui, único, lançado por Célia Maria em 2001. Capa. Reprodução.

Com apenas um disco gravado, o homônimo Célia Maria (2001), a cantora ainda não teve o devido reconhecimento, apesar de já ter morado diversas vezes no Rio de Janeiro, onde dividiu palcos com Elizeth Cardoso e Cartola, entre outros figurões de nossa música. Com sua voz potente e única, Célia Maria brindará o público presente à sua apresentação com composições de João do Vale, Cesar Teixeira, Joãozinho Ribeiro, Antonio Vieira, Bibi Silva, Jorge Ben, Tom Jobim, Chico Buarque, Chico Maranhão e Josias Sobrinho, entre outros.

O Choro Pungado está trabalhando a gravação de seu disco de estreia. A interpretação de Célia Maria para Milhões de uns deu ao compositor Joãozinho Ribeiro o Prêmio Universidade FM 2001, nas categorias melhor música e melhor letra. Seu disco tem arranjos de Ubiratan Sousa, além de sua atuação como músico ao lado de nomes como Toninho Carrasqueira (flautas). Está quase esgotado: restam uns poucos exemplares no Chico Discos (Rua da Cruz, entre Sol e Afogados).

A edição de sábado passado (30/5) do projeto Clube do Choro Recebe não foi realizada por conta das fortes chuvas que caíram sobre São Luís naquela data.

O projeto Clube do Choro Recebe tem apoio cultural de TVN São Luís, Energético Hiro, Clinimagem, Honda Gran Line, Rádio Universidade FM e parceria de JL Studios e Solar Consultoria.

SERVIÇO

O quê: Projeto Clube do Choro Recebe – 82ª. edição.
Quem: o grupo Choro Pungado recebe a cantora Célia Maria.
Quando: dia 6 de junho (sábado), às 19h30min.
Onde: Restaurante Chico Canhoto (Residencial São Domingos, Cohama).
Quanto: R$ 6,00 (entrada).
Maiores informações: pelo telefone [98] 3252-1219 e/ou e-mails ricochoro@hotmail.com, chicocanhoto@ymail.com e/ou clubedochorodomaranhao@gmail.com
Apoio Cultural: TVN São Luís, Energético Hiro, Clinimagem, Honda Gran Line, Rádio Universidade FM.
Parceria: JL Studios e Solar Consultoria.