Agentes da Cáritas visitam vítimas das enchentes em Bacabal

Entrega de donativos, conhecimento da realidade e organização da ação junto à Defesa Civil foram os principais objetivos da viagem.

Bacabal sofre com um das piores enchentes da história do Maranhão

Bacabal sofre com um das piores enchentes da história do Maranhão

Dona Maria todos os dias vai até sua casa medir a altura da água. “Ainda dá acima dos peitos”, afirma. A água já chegou a cobrir-lhe inteira com os braços para cima. “A água baixa devagar. Talvez daqui a quinze dias, um mês, a gente pode voltar”, especula. Dona Maria é uma das cerca de mil pessoas alojadas na Expoaba, o parque de exposições agropecuárias de Bacabal, distante 260km da capital, onde algumas pessoas vivem sobre apriscos – currais onde bodes são expostos ao público durante a exposição e onde, consequentemente, se alimentam e defecam.

Famílias estão alojadas em apriscos de caprinos

Famílias estão alojadas em apriscos de caprinos

Este é um dos não poucos quadros trágicos encontrados por Lucineth Machado, Ricarte Almeida Santos e José Magalhães de Sousa, representantes da Cáritas Brasileira Regional Maranhão e do Secretariado Nacional da Cáritas, que visitaram Bacabal, ontem (27). Além de realizar a entrega de kits de limpeza adquiridos e donativos arrecadados às vítimas das enchentes e conhecer a realidade local, a viagem teve também como objetivo realizar uma reunião com a equipe local de Cáritas Diocesana.

Lonas cobrindo o espaço tornam a situação ainda pior: o calor é insuportável

Lonas cobrindo o espaço tornam a situação ainda pior: o calor é insuportável

Na reunião discutiram-se os procedimentos dos repasses dos kits de limpeza e donativos aos atingidos, o que será feito junto com a Defesa Civil estadual. Para esta finalidade, um termo de compromisso e parceria será assinado amanhã (29) entre a Cáritas Brasileira Regional Maranhão e a Defesa Civil do Maranhão. Um dos objetivos da participação das equipes locais de Cáritas nos municípios beneficiados pelo projeto emergencial junto à USAID (a agência norte-americana de desenvolvimento, na sigla em inglês) e a CRS Brasil é a garantia de transparência. A entrega deverá ser controlada e fiscalizada, garantindo tanto que os kits e donativos cheguem a quem realmente precisa, como que cheguem, primeiro, a quem mais precisa.

O representante do Secretariado Nacional da Cáritas Brasileira, José Magalhães de Sousa, informou que há outro projeto junto à Cáritas Alemã, cujos recursos deverão ser repassados nos próximos dias, para aplicação ainda em caráter emergencial.

Ele reafirmou ainda viver-se um momento de solidariedade, mas pediu a atenção das equipes de Cáritas e das vítimas, “para pensarmos em políticas e ações estruturantes, levantando necessidades para definir o que será feito para solucionar os problemas, sobretudo da fome, no momento pós-enchente”. Magalhães antecipou ainda que “a Cáritas está pensando em projetos de reconstrução de residências, garantindo moradia digna, e de melhoria da produção, através de hortas comunitárias e, no Maranhão, da ampliação da Rede Mandioca”, entre outros. A entidade dependerá de parcerias e do nível de organização e articulação da sociedade civil local.

Anúncios

Tags: , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: