Archive for 11 de novembro de 2006

UM POUSO NO PEQUIM

11 novembro 2006

Esta Ponte Aérea bem poderia se chamar Ponte Terrestre, quiçá, melhor ainda, Ponte Pedestre, já que seu blogueiro-aporrinhador-titular gasta, Ilha afora/adentro, sola de chinela, como no forró imortalizado por Mestre Jackson do Pandeiro.

Ainda está longe (44 dias para, anunciava uma vitrine) do Natal, mas a Rua Grande já está um inferno. Gente saindo pelo ladrão, para ficar no chavão, lugar-comum, como a própria Rua Grande, “o maior shopping a céu aberto do Brasil”, como apregoam os que idealizam climatizá-la etc. e tal.

Após as compras, sem tanto stress assim, que conversando a fila anda ligeiro, um merecido almoço. Aos apreciadores das iguarias, ou adeptos aos modismos de novidades (“ah, o boteco que inaugurou é melhor”, dizem as antenadas), fica a dica: ali ao lado da casa onde nasceu Celso Borges, na Rua da Paz, o Restaurante Pequim. Comida chinesa por quilo. O blogueiro é adepto aos pés-sujos, botecos de balcão, mas abre, vez em quando, suas exceções. Esta é uma, e vale a pena.